UM FUNCIONÁRIO DEPENDENTE DE INTERNET PODE SER DEMITIDO?

Para as empresas, a dependência de internet está se revelando ao mesmo tempo um risco legal e um problema de produtividade.

Na medida em que as corporações dependem de sistemas de gerenciamento da informação para praticamente todos os aspectos de seus negócios, o abuso de internet por parte dos empregados e seu potencial de dependência está se tornando uma possível epidemia nas empresas. Os funcionários abusam de internet nas horas de trabalho, o que resulta em prejuízo de produtividade. Se a dependência de internet for considerada uma doença como é a dependência química então o empregado não poderia ser demitido por justa causa e sim deveria ser submetido a um tratamento para proporcionar reabilitação da pessoa em questão.

O problema surge pois a empresa forneceu à assim chamada droga digital e pode ser responsabilizada, fazendo-se necessário que a própria empresa ofereça tratamento e programas de prevenção para a dependência de internet como meio de diminuir seus problemas na justiça do trabalho.

A empresa deveria estar atenta a funcionários que tem características que o predispõem  a desenvolver o abuso de internet (ex: pessoas cronicamente solitárias, socialmente ansiosas, etc) que apresentam medo de se aproximar dos outros, temendo avaliações negativas e rejeição. Elas tendem a se preocupar com suas deficiências sociais percebidas, o que as leva a serem inibidas, reticentes e retraídas em situações interpessoais e a evitarem situações sociais.

O QUE É DEPENDÊNCIA  DE INTERNET? 

A internet representa uma incrível ferramenta de informação , autoeducação , melhora econômica e superação da timidez e de inibições paralisantes com aumento do bem estar e melhora da qualidade de vida; no entanto também ultimamente está sendo associada à presença de angústia ou a um risco significativamente maior de morte, sofrimento ,incapacidade ou perda importante de liberdade. Há subtipos de dependência como: compulsividade sexual virtual, jogos de azar pela internet , dependência do Facebook e de videogames.

A repercussão do uso excessivo ou inadequado dessas tecnologias tem preocupado os profissionais da saúde , da educação , da comunicação e do sistema jurídico legal que lidam com crianças e adolescentes como público-alvo.

As maiores vítimas da dependência são aqueles que por algum motivo pouco podem se ausentar de sua casa; quem se sente socialmente pouco hábil ou tem dificuldade em criar relacionamentos sadios na vida real e que consegue se expressar mais livremente  e encontra o companheirismo e a aceitação ausentes em sua vida.

Existem diferentes modalidades de tratamento: tratamento psiquiátrico medicamentoso ambulatorial, psicoterapia cognitivo-comportamental, internamento e outras. O objetivo principal do tratamento é a pessoa se abster das aplicações problemáticas, ao mesmo tempo em que mantém um uso controlado do computador por razões legítimas.

Com relação aos comportamentos não relacionados ao computador, a pessoa é auxiliada a fazer mudanças positivas e permanentes em  seu estilo de vida excluindo a internet. São estimuladas atividades que não envolvem o computador, como passatempos fora da internet, reuniões sociais e atividades com a família.

COMO SABER SE SOU DEPENDENTE DE INTERNET?   

Para ser um dependente de internet é preciso que responda sim a pelo menos 5 dos seguintes critérios: 1- você se preocupa com a internet ( pensa sobre atividades virtuais anteriores ou fica antecipando quando ocorrerá a próxima conexão )?.

2- você sente necessidade de usar a internet por períodos de tempo cada vez maiores para se sentir satisfeito ?.

3- você já se esforçou repetidas vezes para controlar, diminuir ou parar de usar a internet, mas fracassou?.

4- você fica inquieto, mal-humorado, deprimido ou irritável quando tenta diminuir ou parar de usar a internet?.

5- você fica online mais tempo do que pretendia originalmente?.

6- você já prejudicou ou correu o risco de perder um relacionamento significativo, emprego ou oportunidade educacional ou profissional por causa da internet?.

7- você já mentiu para familiares, terapeutas ou outras pessoas para esconder a extensão do seu envolvimento com a internet?.

8- você usa internet como uma maneira de fugir de problemas ou de aliviar um humor disfórico ( por exemplo, sentimentos de impotência, culpa, ansiedade, depressão )?.

Se você preenche alguns desses critérios esteja atento pois geralmente a dependência de internet está presente em pessoas que têm depressão, baixa autoestima, falta de habilidade social, diminuição da comunicação familiar e solidão.

Psiquiatra Mossoró

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someoneShare on LinkedInPin on Pinterest

abead abp amb nup

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someoneShare on LinkedInPin on Pinterest